sábado, 10 de janeiro de 2009

A chuva

O dia seguinte amanheceu exatamente como o meu interior escuro... nublado e com muita chuva, que me fez até pensar na possibilidade de ter o poder de mudar o tempo (o que obviamente é uma ilusão).
Eu estava relativamente anestesiada, tranquila, mas com a cabeça fervilhando em milhares de pensamentos e acontecimentos dos últimos dias.
Lembrei-me de momentos bons, de um começo de ano memorável, e de sorrisos que outrora se transformaram em lágrimas frias e úmidas que se misturavam com a chuva fina lá fora e o clima ruim.

A cidade estava quieta, como eu provavelmente ficaria por muitos dias...
Tristeza não seria um problema, já que aprendi a espantá-la sempre com um sorriso (e confesso que apesar de sentir dor, venho aprendendo a me tonar uma mulher forte)

Melhor mesmo é ter um guarda-chuva.


video

ps: sugestões para a última frase do post by Flavia Jorge

Melhor mesmo é...

"tomar guaraná de canudinho"
"relaxar e gozar"
"ser abduzido por ETS fiéis"
"fazer a dança do siri"
"me jogar na parede, me chamar de Gioconda e me levar pra Itália" (by Martinha)


(essa segunda parte poderia ser intitulada
"Idéias para inutilidade pública de um dia chuvoso")

Nenhum comentário: